Conheça o Vale Europeu a partir de Blumenau

Com uma localização privilegiada no Vale Europeu, Blumenau é o ponto de partida ideal para se visitar e descobrir as atrações de destinos menores na região. O Vale Europeu reúne mais de 15 cidades que têm em comum a presença da rica herança cultural europeia. A descendência alemã, italiana, polonesa e russa é viva por todo o Vale do Itajaí, não à toa, a região passou a ser chamada oficialmente de Vale Europeu. Para conhecer a região em detalhes, confira a seguir três opções de roteiros que partem de Blumenau.

Blumenau e Pomerode: a cultura alemã no Vale Europeu

Museu de Hábitos e Costumes de Blumenau – Crédito: Eduardo Luciani

Blumenau, colonizada por alemães, é o registro concreto da influência da cultura e dos costumes daquele país. O centro histórico de Blumenau é a atração certa para descobrir esse importante legado europeu. Ali estão reunidos os principais museus da cidade: o Museu da Cerveja, o Museu da Família Colonial e o Museu de Hábitos e Costumes. Reserve a manhã para visitá-los e descubra memórias e curiosidades que retratam a história da cidade e das pessoas que a povoaram. O Museu da Família Colonial, por exemplo, é a antiga casa do fundador da cidade, Dr. Hermann Bruno Otto Blumenau e possui 6.200 peças pertencentes ao fundador e sua família. É, sem dúvida, uma atração imperdível.

Outra opção para compreender mais sobre a história da colonização alemã na região é passar uma tarde na cidade mais alemã do Brasil, Pomerode. A apenas 30 km de Blumenau, a cidade é parada obrigatória para aqueles que desejam conhecer o Vale Europeu. O município de Pomerode abriga o maior número de casas em estilo enxaimel (estilo arquitetônico típico alemão). A Rota do Enxaimel é um dos principais passeios da cidade. Nela os turistas podem conhecer o estilo arquitetônico presente especialmente em Testo Alto, localidade tombada pela UNESCO. Além da arquitetura, é possível visitar ateliês de artesãos e artistas locais.

Uma visita aos dois destinos é uma verdadeira viagem ao passado e às tradições construídas pelos imigrantes e seus descendentes.

Blumenau e Apiúna: aventura e contemplação pela Mata Atlântica

Para os aventureiros e amantes da natureza, o Vale Europeu é o lugar certo. Com grande parte da Mata Atlântica conservada e diversos rios, a região convida para a prática de esportes radicais e para a contemplação da natureza.

Rio Itajaí-Açu em Blumenau – Crédito: Clio Luconi

O dia pode começar no Parque Nacional da Serra do Itajaí, em Blumenau. Com 57.000 hectares de Mata Atlântica, o parque permite a prática de rafting, rapel, trilha e cicloturismo. O parque da Nascentes, dentro do Parque Nacional, possui quatro trilhas com diferentes graus de dificuldade e percursos por rios e pelas montanhas. Será difícil não se encantar pelas belezas naturais da região.

Para continuar o dia em meio a natureza, a cidade de Apiúna vale uma visita na sequência. A apenas 50km de Blumenau, Apiúna é uma cidade cujo principal atrativo é o ecoturismo. De trilhas a rapel e rafting, o destino oferece diversas possibilidades para se aventurar pelas florestas, cachoeiras e rios ou mesmo relaxar nas águas de uma cachoeira. A Cachoeira das Andorinhas é uma das mais belas e acessíveis da cidade. Lá é possível contemplar a natureza em uma piscina natural.

Para finalizar o dia com chave de ouro, a dica é a Maria Fumaça pela Estrada de Ferro de Santa Catarina. Saindo de Apiúna, a locomotiva percorre 2,8 km, que inclui um túnel e um viaduto de pedra com arcos em estilo romântico. A partir de certo trecho, o passeio adentra a Mata Atlântica, onde se observa o Rio Itajaí-Açu, considerado um dos melhores rios para a atividade de rafting no Brasil. O passeio entre as duas cidades revela as inúmeras atrações naturais disponíveis no Vale Europeu.


Blumenau e Nova Trento: fé e história no Vale Europeu

Igreja Luterana do Espírito Santo em Blumenau – Crédito: Rogério Pires

A religião é um traço forte no Vale Europeu. Catedrais e igrejas de diferentes fés marcam a história da região. A partir de Blumenau é possível conhecer alguns dos mais importantes espaços religiosos da região.

Blumenau, que foi bastante influenciada pelo movimento protestante em sua colonização, abriga a primeira igreja luterana do Vale Europeu. Construída em 1868 perto do centro histórico da cidade, a Igreja Luterana do Espírito Santo foi tombada pelo IPHAN como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Sua arquitetura possui o estilo neogótico. Nos fundos, há um cemitério onde estão enterrados alguns dos primeiros colonizadores de Blumenau.

Já a Catedral São Paulo Apóstolo surpreende por seu tamanho e imponência. Originalmente erguida em 1868, a igreja teve que ser reformada à medida que a colônia de imigrantes em Blumenau expandia. O novo projeto arquitetônico, inaugurado em 1963, fugiu do conceito tradicional das igrejas. Além de construída com pedras de granito vermelho e vitrais coloridos, a catedral ganhou uma torre com três sinos que simbolizam Jesus, Maria e José com 45 metros de altura. A Catedral é um dos cartões-postais da cidade.

Para se conhecer mais do turismo religioso do Vale Europeu, a alternativa é programar uma visita a Nova Trento. Marcada pela influência da colônia italiana, a cidade é o segundo destino religioso mais importante do Brasil e reúne diversos fiéis no Santuário Santa Paulina. A 80 km de Blumenau, vale a pena passar uma tarde na cidade para conhecer o Complexo do Santuário Santa Paulina, que homenageia a primeira Santa do Brasil. A cidade possui mais de 30 igrejas e capelas e é palco de diversas celebrações católicas ao longo do ano.

Mais conteúdo GVA para você!

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Conheça nossas plataformas de conteúdo

Certificações online!

Plataforma colaborativa!

Ações digitais!

Oscar do BEM!

pt Português
X