Jordânia e a diversidade religiosa: espírito de respeito e tolerância prevalece no país

Você sabia que a Jordânia valoriza sua população étnica e religiosamente diversa, garantindo os direitos culturais de todos os seus cidadãos? Este espírito de tolerância e valorização é um dos elementos centrais que contribuem para a estabilidade e paz na Jordânia. Mais de 92% dos jordanianos são muçulmanos sunitas e aproximadamente 6% são cristãos. A maioria dos cristãos pertence à Igreja Ortodoxa Grega, mas também há católicos gregos, católicos romanos, ortodoxos sírios, ortodoxos coptas, ortodoxos armênios e algumas denominações protestantes. Várias pequenas populações xiitas e drusas também podem ser encontradas na Jordânia.

Como a Jordânia é um país predominantemente islâmico, pode-se explorar os princípios do Islã por meio da interação direta com o povo dessa religião monoteísta. Como o ápice de uma longa tradição que começou com o Judaísmo e o Cristianismo, os muçulmanos acreditam que o Islã completa a revelação da mensagem de Deus à humanidade. O Islã – que em árabe significa “submissão” – é uma afirmação da unidade, integridade e soberania de Deus.

A tradição islâmica observa cinco credos fundamentais, ou “pilares”, que identificam e fortalecem os laços de todos os muçulmanos. Os cinco pilares consistem em: a Confissão de Fé, Oração Diária (cinco vezes por dia voltada para Meca), Jejum durante o mês sagrado do Ramadã, Esmola (doação) e a Peregrinação à Meca.

Uma dica para conhecer os jordanianos é cumprimentar pessoas com “As-salamu alaykum”, muito comum entre muçulmanos e não muçulmanos e uma forma amigável de iniciar uma conversa.

Para mais informações sobre a Jordânia, acesse www.visitjordan.com.

Mais conteúdo GVA para você!

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Conheça nossas plataformas de conteúdo

Certificações online!

Plataforma colaborativa!

Ações digitais!

Oscar do BEM!

pt Português
X